O compasso da guerra

Estamos na fronteira de atingir meio milhão de mortos vítimas da Covid-19, e neste domingo 23/05/2021 o presidente Bolsonaro comemorou sua façanha em passeio que reuniu milhares de motociclistas no Rio de Janeiro, posou ao lado do comandante da Brigada Militar do RJ e do general da ativa Pazuello, este último em comício em meio a uma massa de apoiadores, sem máscaras e sem vergonhas. Tudo normal no país sequestrado pelo bolsonarismo.

É necessário reconhecer que Bolsonaro e seus asseclas, tem uma inteligência militar significativa, em toda a nossa história, das tantas guerras travadas contra o povo brasileiro, jamais presenciamos uma com tamanha eficiência. Não são apenas os óbitos computados, serão os milhões que perecerão por não resistirem às sequelas, dezenas de milhões que conviverão com as mesmas pelos restos das suas vidas e outros muitos milhões que foram jogados na miséria pelas consequências econômicas da pandemia.

O compasso do presidente é perfeito, nada é de graça, nada é por acaso, nada é sem sentido, suas comemorações, manifestações públicas e expressões simbólicas de desprezo aos cuidados em relação à doença, como as aglomerações e o não uso de máscaras, coincidem com os primeiros sinais de recrudescimento da pandemia e o crescimento do número de casos (a chamada terceira onda), igualmente, com a chegada da variante indiana em nosso território.

Aliás, lembrem que foi exatamente no momento em que estávamos estabilizando o processo de vacinação, Bolsonaro tirou da cartola aquele ataque público à China e gerou o atraso na entrega dos insumos para a produção local tanto da Coronavac quanto da AstraZêneca, gerando a quebra no fornecimento das segundas doses e a continuidade da campanha. Muito conveniente.

O genocídio continua. E os poderes da República assistem passivamente.

Marcel Frison – Secretário Municipal de Saúde de São Leopoldo RS. Vereador eleito. Graduando em Ciências Sociais na UFRGS. Filiado ao PT desde 1983.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta