O PLANO, DO GOLPE, É INEVITÁVEL?

A VITÓRIA DA CIGARRA CONTRA A FORMIGA : QUEM TRANSGRIDE E CULTIVA A MORTE É PREMIADO

O golpe de 2016. Óleo sobre tela de Vicente de Paula Pinheiro.

É O QUE TEM PARA HOJE | VALOR & EU 1068

O funéreo passeio dos sem cérebro de motocicletas em São Paulo repete a criação de fatos à repercutir. Foi antecedido duma incursão no aeroporto de Vitória que gerou A DISCUSSÃO no noticiário. É o fofocário das redes sociais pautando o NOTICIÁRIO. Parte do DIVERSIONISMO , mas evidências de um presidente em campanha para reeleição e , lucidamente se dirige ao seu público : os que me xingam são do outro candidato e deviam viajar de jegue Mais que um eco dos que não queriam a empregada viajando pra Miami ou gente de havaianas e regata nós aviões e que não tinham bons modos.

O texto de F.Abrucio (pg 6 e 7 O PLANO A E O PLANO B DE BOLSONARO) didatiza a estratégia : o plano A é tocar o barco , tangendo sua manada duns 15% fiéis, apostando na recuperação econômica, alguma melhora num emergencial/bolsa-família. E cultivar o “centrão” e acarinhar os militares com concessões corporativas e empregos.

O fantasma da reentrada de Lula no cenário pauta boa parte da estratégia que trabalha com o plano B. Tudo que não conduza ou legitime sua vitória é ou será fraude
A impressão dos votos, que ganhou em 2018 apesar da fraude, que se perder em 2022 é pq será roubado.

São poucas mensagens repetidas repetidas repetidas para sua manada para que decore e repita.

O texto UM HOJE SEM AMANHÃ (pg 4 de José de Souza Martins) instiga a pensar no mar profundo da realidade considerando nossa formação histórica e econômica. E (leia o texto para entender) recontando a fábula da Cigarrra e da Formiga mostra pq no Pindorama a vitória é/está sendo das cigarras. Sem spoiler, melhor😉

“Essa sociedade tem suas raízes nas escravidões, a indígena e a africana. O escravo era COISA, e coisas não tem esperança”

” Nosso conformismo com o dia de hoje, nossa cumplicidade com quem manda ou quem pensa por nós, quem de nós usurpa o direito de pensar nosso destino, é herança da escravidão.

“Passamos da sociedade do trabalho para a sociedade do consumo e da ostentação. Aliás não adianta chorar o leite derramado, é a vida.”

” O Brasi é um país de índices econômicos sem conteúdo social.Celebramos índices de bolsa de valores, mas não somos capazes de dizer de maneira científica e objetiva de que modo tais índices resolverão o gravíssimo problema da fome,da miséria, da habitação tosca e imprópria, da SOCIABILIDADE PROMÍSCUA, DA EXCLUSÃO SOCIAL,DA URBANIZACAO PATOLÓGICA. O que nos faz um país economicamente rico e socialmente pobre

O texto do PLANO A e B é como uma mirada de drone sobre como as coisas se movem na superfície .E ajuda muito para observarmos como as peças se movem no tabuleiro politico.

Mas, deter a escalada do “capitão -que- manda hoje em pessoas que fizeram a carreira completa e chegaram a general” é necessário mais que ver a superfície ou deblaterar e botar o dedinho pra enviar repetidas lamúrias de quem está ofendido pelas redes sociais. O que as vezes até amplifica o alcance da estratégia dos COISOS.

Galeano tem um textinho sobre um personagem que passa de revoltado, rebelde a militante contra a ditadura uruguaia quando se decide ” a organizar a raiva’.

Sebastião Neto – dirigente sindical e pesquisador do IIEP (Intercâmbio, Informações, Estudos e Pesquisas).

(todos grifos, negritos, caixa alta são minha responsabilidade)
🚩🚩🚩🚩🚩🚩🚩APOIE A REDE IIEP – Contribuição mensal – 📞11-97110 2474 wzap e secretaria@iiep.org.br – 🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta