Matar em nome dos deuses dai de comer a quem tem fome?

Imagem: Quadro Criança Morta (1944) Óleo sobre tela 180 x 190 cm – Portinari – Série Retirantes

O sonolento STF julga hoje a liberação de cultos e missas. O Coiso prometeu colocar no Supremo um “ministro terrivelmente evangélico”. Além de emplacar o “novato” Nunes Marques assanha a disputa entre os puxa sacos pra próxima vaga. Bueno, decía la mula al freno….

Nas rádios e TVs todo tipo de fariseus, padres e bispos, pastores como Valdomiro feijão mágico, Macedo, Sônia, Malafaia, Feliciano invocam o “nome do Senhor” e o direito ao culto como se perseguidos fossem, para promover AGLOMERAÇÕES, viveiros de CONTAMINAÇÃO.

O juiz Bretas do RJ segurador das broncas da família COISO no Twitter copia a Damares da Goiabeira “em Deus eu confio e não temerei, que poderá fazer-me um simples mortal?”. Podemos dizer, aguardem.

Bretas tá de olho na vaga do Supremo.

O corrupto mor Roberto Jefferson PTB retornado ao centro da politicalha, fiador do namoro CENTRÃO COISO junto com o insigne Valdemar Costa Neto (ah! “são inimigos”. Não tem honra entre ladrões😜) pontifica no Twitter. Gravou vídeo apontando arma, com balaclava (minuto 8) ensinando a expulsar Satanás da igreja. Diz ele “o Satanás quer fechar as igrejas para impor o comunismo ao Brasil” É… assim. Mas muita gente acredita.

Toda essa corja é do refrão “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos” enunciado pelo COISO.

O resultado desse DESGOVERNO ???? 4000 mortos dia, na soma 335 mil mortos. A merreca do auxílio emergencial, a vacina a conta gotas😡

Da miséria geral brasileira: 19 milhões com FOME TOTAL, 116 milhões com “insegurança alimentar”. Mais da metade da população come mal, não come, falta nutrientes.

Na rica São Paulo pessoas como Padre Júlio Lancelotti (minuto 15), os franciscanos e MUITAS (muitas mesmo!!!) iniciativas menores tentam mitigar a fome dos desempregados e da população de rua.

O governo de São Paulo do Sonrisal Dória tem o programa BOM PRATO, refeição boa a 1 real, em marmitas descartáveis. Vai na imprensa e diz ” aumentou 60 % a quantidade de atendidos”. Ok.

Qual o problema? São poucas unidades. Ninguém paga transporte para ir ao BOM PRATO.

No Centrão perto da Cracolândia tem uma unidade. Perto dali a 400 metros na praça Princesa Isabel a partir das 10 e pouco com chuva ou sol forte centenas de pessoas  deitadas, de cócoras esperam a comida DE GRAÇA. Indo pra Luz outra iniciativa repete a cena. Tudo isso a menos de 1000 metros do Bom Prato. O Largo São Francisco está a 10 minutos a pé. Lá os franciscanos doam comida “com dignidade” kit higiene a milhares de pessoas diariamente. Porque relativamente poucas pessoas vão ao BOM.PRATO? Porque não tem UM REAL para pagar a refeição😟.

Detalhe o pessoal da Cracolândia tá perto, mas CONFINADO, fortemente CONTIDO. Não vão ao Bom Prato. Nossa agenda não deveria ser “a fome não espera”, “quem tem fome tem pressa”, “qualquer injustiça a qualquer pessoa no mundo'”, “daí de comer a quem tem fome”.

Do Cristo na bíblia a Betinho, passando por Che Guevara diante de uma PANDEMIA prolongada não deveria ter COMEDORES, RESTAURANTES POPULARES de alguma forma integrados ao SUS? Com dignidade” dando orientação, fornecendo máscaras e produtos de higiene e FAZENDO TESTAGEM?

Nos bastidores do DESGOVERNO as relações das famílias do Coiso mais famílias Queiroz mais família do miliciano Adriano morto na Bahia (minuto 11).

O “Orelha” lugar tenente foi assassinado, estaria negociando o espólio, os bens do Adriano.

Remember: em julho de 95 Coiso foi assaltado por um Jorge Luiz (minuto 12) da favela de Acari. Levou a moto e uma pistola do Coiso. Foi preso e amanheceu enforcado com nó de fuzileiro naval. No enterro sua viúva Márcia  denunciou que foi assassinado. Um mês depois ela e a mãe foram encontradas mortas a tiros nas margens da rodovia Dutra.

O capitão Coiso no Roda Viva em 2018 explicou sobre o assaltante morto ” não matei ninguém, não fui atrás de ninguém. aconteceu…”

Chega? Veja o vídeo integral aqui.

Tudo isso mais a opinião da imprensa internacional está aí. Belo trabalho do Bob Fernandes Neto

Sebastião Neto – dirigente sindical e pesquisador do IIEP (Intercâmbio, Informações, Estudos e Pesquisas).

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário