O FUTURO SEQUESTRADO NA EDUCAÇÃO. A ARTE DO GOLPE DE ESTADO

É O QUE TEM PARA HOJE (A arte do golpe de Estado – Ed 167 | França | por Dominique Pinsolle1 de junho de 2021).

Não é só no DESGOVERNO nacional com ZERO de apoio, fomento ou interesse pela Educação, Ciência e Cultura que as coisas vão mal na Educação.
O que acontece pra dentro da Pindorama com um punhado de governadores meia boca talvez só possamos avaliar quando voltarmos a tal normalidade.

UM DESGOVERNO ATRAPALHA MUITA GENTE…

Só agora o Brasil TERÁ uma vacina nacional.A Ciência tem um ministro que vive na Lua, não voltou do espaço ainda.E na Cultura (pra cabeça dos Coisa) é TUDO GENTE INIMIGA.
É tão bisonho esse governo que consegue ter ao seu redor o mais pior do pior de artistas.

O desequilibrado quando Presidente Collor atraiu com o brilho do poder uns sertanejos abestados, umas Claudias Raia ( a gente nun isqesse, dona!) e tivemos uma estrela como Marília Pęra falando besteira num anticomunismo burrinho.
O COISO não tem nada.É gente muito, muito ruim em volta.

Nesse clima pouco importa o futuro das crianças e da juventude.
Mas, um Dória numa rica Sáo Paulo ,com sua política errática não fica atrás no maltratar a juventude e os trabalhadores da educação.
(Textos da PG 4 a 9)

E o golpe?🤔
No mais a direita francesa com saudade do passado colonial levanta a cabeça através dos generais de pijama (A arte do golpe de Estado pg 10).

Se a França republicanissima passa por isso, aqui na Pindorama um general da ativa com pinta de paspalho é bancado por um tenente expulso do Exército ( um mau militar segundo o ditador GEISEL) desrespeitando a “instituição” Exército.
Esses generais são mariamole com seus insubmissos de direita, mas cruéis nas favelas e periferias.

Quem quiser que acredite no juramento à Constituição desses pérfidos.

Sebastião Neto – dirigente sindical e pesquisador do IIEP (Intercâmbio, Informações, Estudos e Pesquisas).

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário