METAMORFOSE E A NARRATIVA DOS GENOCIDAS

Dose dupla de informação. Na marca de 500 mil mortos, a estratégia do partido militar a a narrativa dos crimes pelo chefe do crime

VALOR & EU FIM DE SEMANA 1049 | De 18 a 20 junho & vídeo do Bob Fernandes 19 jun

Aviso aos caros leitores:

Nesse dia que, tristes pelo genocídio, mas altivos, de cabeça erguida pelas mobilizações de sábado 19, temos o trabalho do Bob Fernandes que recompila as falas do Coiso na pandemia. O idiota produz as provas para sua condenação Guardem, anotem, registrem. Ele será julgado.
A matéria A ESCALADA DA RETÓRICA MILITAR de Maria Cristina Fernandes (PG 6 e 7) traz os pronunciamentos militares da progressiva consolidação do que denomino pacto de sangue Leia e confira e veja o vídeo & anote.🤔

A CERIMÔNIA
“Meu muito obrigado, comandante Villas Bôas. O que conversamos MORRERÁ entre nós O senhor é um dos responsáveis por eu estar aqui
(30 Nov 2018)

Quem fala muito dá bom dia a cavalo.(Obrigado, vó Nadia).O boquirroto presidente dá muitos avisos aos navegantes: à sua tropa e à sua horda.(Aquele cercadinho do Planalto além de reunir os desocupados e puxa-sacos candidatos a áulicos é um palanquinho para logo de manha PAUTAR para a opinião pública o que o DESGOVERNO quer que seja o assunto do dia. Eles , o desgoverno tem um bom timing , já começamos o dia com lixo tóxico). Os avisos, aparentemente insanos são também dados a nosotros perseguidos e a serem perseguidos ( “deveriam ter matado trinta mil…”)

As palavras do Coiso a Villas Bôas “morrerá entre nós ” que selam o pacto de sangue entre o milicianato e o Exército foram ditas na cerimônia onde o Comando do Exército outorgou o diploma que o COISO não pode receber em 1987. Então, o tenente pré COISO foi excluído da tropa por organizar sabotagens e atos terroristas.

É tipo uma hedionda anistia. Enquanto milhares de anistiandos perseguidos pela ditadura tem seus pedidos de anistia jogados no lixo de baciada ou revogados pelo ministério da Damares, a alta cúpula da arma abjura e de forma subserviente os generais batem continência ao agora capitão e chefe político
“Ás favas com os escrúpulos” disse o coronel Passarinho ao assinar o AI-5. Jarbas Passarinho foi ministro do Trabalho ( e reprimiu as greves metalúrgicas de Contagem e Osasco em 68 e foi ministro da -pasmem!! , ministro da Educação 😟; para liquidar o movimento dos EXCEDENTES e não deixar os pobres irem para as universidades públicas autorizou as faculdades privadas de “cuspe e giz”; expandiu 🤨 o acesso…).Esse é o padrão também de hoje, militares em cargo de comando e com privilégios. São os restos da ditadura.

As Forças Armadas estão fazendo uma lambança institucional misturando as funções dos três poderes e cutucando o “outro” a vacilante e sonolenta Justiça com intimidações ( “basta um cabo e dois soldados pra fechar o Supremo”…numa noite com a Praça dos Três Poderes deserta os “heróis” soltam fogos e ameaçam o prédio do STF….e nada de contenção). As redes de mentiras dos COISOS repetem ” …esse Supremo é o problema” e os filhos de burro por todo o país repetem ” o problema é o Supremo”😟

O coronel Aguinaldo de Almeida comandante da Força Nacional ( março 2020) se dirige aos Polícias Militares arruaceiros em greve de 11 dias no Ceará os chamando de “gigantes” ” meus heróis”. Ele foi lá para acabar com a greve. Esse senhor forma um par perfeito casadito de papel passado e com pompas na corte com a Sra. deputada Clara Zambelli presidente da Comissão de meio ambiente da Câmara Federal. Ela faz a retaguarda aos crimes daquele Ricardo Salles do esquema das madeiras contrabandeadas da Amazônia. E , ela na Comissão, vai aplainando o caminho dos madeireiros, dos invasores de terras de indígenas e quilombolas.

A base de sustentação desse pacto de sangue entre o milicianato e as Forças Armadas é MATERIAL.
Agrados á corporação engordando os orçamentos dos ministérios militares diante do “teto dos gastos” na regra de ouro do Guedes; preservação ou aumento de benefícios previdenciários aos militares em contraposição a retirada dos direitos dos trabalhadores.
E o cala boca MAIOR que mantém o espírito de casta ou corpo: 7.000 (sete mil) empregos civis ocupados por militares. Até botaram um cara da logística de ministro da Saúde. Deu ruim.
Fechar os olhos às chacinas das PMs nos bairros de pobres, incentivar a indisciplina das PMs contra os governadores de Oposição e agora um programa de moradia subsidiado para bombeiros e policiais militares

É um combo: o COISO vomita doutrina e aponta o caminho, os generais e oficiais homologam e repetem. O COISO vai às formaturas de cadetes e aspirantes, participa de eventos irrelevantes em vários lugares do país desde que gere uma polêmica por dia. É UMA ESTRATÉGIA NÃO É POR ACASO.

A METAMORFOSE é a de um tenente terrorista virar deputado corporativo e irrelevante para ser o HOMEM CERTO para conter a esquerda. O bicho cresceu e agora qualquer possibilidade de que seu governo não continue ou ele não seja eleito ele brada que em nome do povo o seu Exército ” garantirá sua permanência.
“Nós estamos aqui para decidir. Decidir por 210 milhões de brasileiros” (12/12/2019 citado na matéria)

O Coiso tenta o caminho legal das eleições de 22.Se não der diz “só DEUS me tira daqui”

As ruas dia 19 de junho pediram sua saída. O jogo está sendo jogado.

Falando de tonterías Argentina-Brasil

No Valor, matéria IGNORANCIAS DO PODER de José de Souza Martins (pg 4) analisa a idiotice de Fernandes presidente da Argentina ao puxar o saco europeu do primeiro ministro espanhol nos trata os brasileiros como “vindo das selvas” A frase é “os mexicanos vieram dos índios, os brasileiros vieram da selva, mas nós os argentinos, viemos dos barcos. E eram barcos que vieram da Europa” 🤨 Além de manter o ocultamento à presença negra e à escravidão que houve na Argentina é uma ofensa à cultura argentina , mexicana e brasileira. No futebol não faz muito tempo alguns imbecis na Argentina nos chamavam de “macaquitos”. Mais que ignorância, despeito.
O Santos (aquela linha de quatro negros mais Pepe) e o Botafogo dos anos 60 também cheio de pretos (só Garrincha e Didi já bastariam) tornou a vida dos argentinos difícil no futebol. Dá-lhe mágoa. O Brasil campeão mundial de futebol de 58 e 62 com a maior estrela negra Pelé e Garrincha que em 62 ” ganhou a Copa sozinho”.

Mas, mais que isso muitos brasileiros foram cracaços no futebol argentino a começar pelo divinissimo Domingos da Guia, mais Moacyr Claudino ,Paulo Valentim. Isso vem desde os anos 40.Todos esses negros. Ídolos que encantaram os argentinos, sem contar Yeso Amalfi, Orlando Peçanha, Heleno de Freitas, Almir Pernambucano.
O Fernandes pisou feio.

J.S.Martins mostra que nos do Brasil, sim, viemos TAMBÉM das selvas ou das matas. Somos a mistura de índios e negros com espanhóis e portugueses.” Quem veio (das selvas) foi lá buscado e caçado”.
A afirmação do presidente argentino é insana, mas o COISO com sua cultura de valentão de boteco/ de botequim nas suas falas rebaixa o povo brasileiro. Fernandes foi idiota, mas o COISO é idiota TODOS OS DIAS EM SEU DESPREZO AO POVO BRASILEIRO. Além de se lixar para as mortes, tem como modelo de pais, de cultura um USA de Trump a quem dedicou um Y ❤️love you e bateu continência para a bandeira deles.

“Ele-o Coiso-elege como objeto de seu deboche, de seu pouco caso, o povo brasileiro. Para ele, nós brasileiros somos estrangeiros de anedota. Somos inimigos do brasileiro que ele pensa que é, cidadão de quartel”

O destino está ali. Ou no institucional de 2022 ou se a maré subir, antes para que o facínora e seus quadrilheiros possam ser julgados.

Os elementos para isso ( e muitos outros, claro) aqui estão.

Hasta la victoria!🌹
Hasta siempre!🚩

Sebastião Neto – dirigente sindical e pesquisador do IIEP (Intercâmbio, Informações, Estudos e Pesquisas).

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário