A HISTÓRIA DAS OLIMPIADAS E NOSSAS ATLETAS NEGRAS

É O QUE TEM PARA HOJE
Aventuras na história
A biografia de Aída

A HISTÓRIA DAS OLIMPIADAS E NOSSAS ATLETAS NEGRAS

Para lembrar AÍDA DOS SANTOS , única mulher na delegação brasileira em Tóquio 64.Viajou sem técnico e equipamento para competir.Nem uniforme tinha para se apresentar.No país do futebol não foi fácil para a menina Aída, negra, de família paupérrima, “que morava longe” ser a precursora que foi.É..a longa caminhada sempre tem um primeiro passo.

A revista traz um compilado de matérias: a história das Olimpíadas na Grécia e as Olimpíadas na forma atual, as PARAOLIMPIADAS como iniciativa de abnegados e médicos de reabilitação; a política nas Olimpíadas com JESSE OWENS derrotando a empáfia e a orquestração de Hitler; o atentado do Setembro Negro e a vingança do Estado de Israel que caçou cada um dos autores em vários países.

O filme MUNIQUE de Spielberg mostra que o alardeado melhor serviço secreto do mundo cometeu erros e matou inocentes, agiu em.muitos países causando problemas diplomáticos graves. Era a “Ira de Deus” como política do Estado de Israel.

Na abertura uma homenagem aos grandes atletas negros nas Olimpíadas.Os vitoriosos.A exceção Os que conseguiram, contra o vento e a maré.

Resgatar a história da Aida dos Santos talvez nos ajude a ter uma visão não colonizada e mais crítica da nossa miséria cultural e política , da nossa brutal desigualdade de renda e inclusão onde os que conseguem chegar ao pódio são A exceção.

Sebastião Neto – dirigente sindical e pesquisador do IIEP (Intercâmbio, Informações, Estudos e Pesquisas).

Apoie a REDE IIEP!

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário