A síndrome de Poliana

Durante quanto tempo se sustentaria um governo de mãos amarradas, autorizado apenas a ir tocando medidas assistenciais e algo mais? Poliana é um clássico da literatura infanto-juvenil, da estadunidense Eleanor Porter, publicado originalmente em 1913. A personagem Pollyanna é uma mocinha que se guia pelo empenho gentil e crédulo de sempre procurar o “lado bom” em tudo. No Brasil o livro popularizou o termo “poliana”, que se transformou em adjetivo. Ainda que a maior parte dos dicionários mais populares não registrem o verbete, ele pode ser encontrado ...

Continuar lendoA síndrome de Poliana

A FACE DE JANUS NO PT DO CEARÁ: SUPERAR O BLOQUEIO FISIOLOGISTA PARA CONSTRUIR O FUTURO

O apelo à conotação simbólica é especialmente relevante na política, pois tem o mérito de condensar numa imagem camadas de significados e de processos. Janus, deus romano das mudanças e transições, dos inícios instituintes,  detinha uma visão dúplice sobre  o passado e o futuro, o que lhe conferia um poder singular no plano da realidade e sobre outros homens.  Longe de mim a pretensão de evocar poderes místicos ou mesmo de estabelecer elos com o insondável, muito pelo contrário: evoco-o para sublinhar o papel da ciência e da arte políticas como instrumentos da vontade consciente no rumo da mudança. Afinal é por meio da política que podemos alterar a realidade, levar as forças populares à vitória...

Continuar lendoA FACE DE JANUS NO PT DO CEARÁ: SUPERAR O BLOQUEIO FISIOLOGISTA PARA CONSTRUIR O FUTURO

O Perigoso Cinismo do Império

Foi o que prometeu o então Secretário de Estado dos EUA, James Baker, a Mikhail Gorbachev, na reunião de 9 de fevereiro de 1990 para tratar da reunificação da Alemanha. Com efeito, em troca da aceitação da unificação da Alemanha por parte da então União Soviética, os EUA prometeram a Gorbachev que a OTAN não se expandiria nem uma polegada para o Leste e permaneceria nos limites da Europa Ocidental...

Continuar lendoO Perigoso Cinismo do Império

7 prisioneiros

Assisti há pouco o filme 7 prisioneiros (2021, dirigido por Alexandre Morato, Netflix). Resumo: quatro rapazes da região de Catanduva viajam para a cidade de São Paulo, para trabalhar e melhorar de vida. O que os espera é uma descida ao inferno. Frente à situação, um dos rapazes vai tendo que escolher entre lutar ou se adaptar...

Continuar lendo7 prisioneiros

SOBRE ALIANÇAS E “ALIANCISMOS”

O ANO DE 2022 mal começou e carrega consigo a responsabilidade, para ao menos nós petistas, de um protagonismo político-eleitoral inédito em toda a nossa história. Para além dessa constatação, temos aprovada no Congresso a grande novidade do instituto das Federações Partidárias (FP), que emerge, aos olhares mais apressados, como panaceia. De um lado, a FP tem o potencial de reafirmar o poder político dos que exibem maior musculatura eleitoral...

Continuar lendoSOBRE ALIANÇAS E “ALIANCISMOS”

FEDERAÇÃO PARTIDÁRIA E SEUS IMPACTOS

Análise de impactos da construção de federação entre os partidos: dos PT, PSB e PCdoB para eleições de 2022. Para esta análise, não iremos tratar de todos os pontos técnicos da criação de uma Federação Partidária, como documentos etapas etc., mas sim dos principais pontos necessários para uma decisão política de um dirigente partidário sobre os efeitos e consequências mais significavas de seu partido integrar uma Federação a luz das últimas mudanças eleitorais.

Continuar lendoFEDERAÇÃO PARTIDÁRIA E SEUS IMPACTOS

Guilherme Estrella: “Petrobras virou um fundo de investimento no cassino financeiro internacional”

Responsável pela descoberta do pré-sal, Estrella relata em entrevista os esforços de construção da Petrobras e seu papel geoestratégico. Geólogo, conselheiro do Clube de Engenharia e ex-diretor de Exploração e Produção da Petrobras (2003-2012), o carioca Guilherme Estrella conhece como poucos a história da estatal que ele ajudou a projetar como uma das mais importantes empresas do mundo. Apontar esse protagonismo não é força retórica. Ele coordenou a equipe técnica que, em julho de 2006, esteve à frente da descoberta...

Continuar lendoGuilherme Estrella: “Petrobras virou um fundo de investimento no cassino financeiro internacional”

Vencer a pandemia demanda ação concertada do sistema multilateral

Os alertas insistentes da Organização Mundial da Saúde (OMS) e de outras instâncias do sistema multilateral sobre a nova onda da covid-19, causada pela variante ômicron do coronavírus, recolocam na pauta das relações internacionais o tema crucial da interdependência. Quando o avanço da vacinação parecia permitir o retorno a algum tipo de normalidade, ao menos em países que se adiantaram na aquisição e aplicação dos imunizantes, a pandemia se aproxima de completar dois anos dando sinais de que a emergência sanitária persiste - e persistirá por algum tempo mais....

Continuar lendoVencer a pandemia demanda ação concertada do sistema multilateral

A ILHA DAS FLORES SAUDADE!

Esta simples palavra da língua portuguesa é a lembrança na distância de marcas que a vida nos deixou. No dia, 16, anteontem, pela manhã, passando o dedo no zap, dei com uma nota que me deu um choque! Como um raio caiu-me um texto falando das cinzas da companheira Marta Klagsbrunn. Não! Pensei. Não pode ser verdade! Mas, infelizmente, era! Não posso falar do casal de companheiros Victor Hugo Klagsbrunn e Marta sem falar da prisão da Ilha das Flores, onde os conheci...

Continuar lendoA ILHA DAS FLORES SAUDADE!