A ILHA DAS FLORES SAUDADE!

Esta simples palavra da língua portuguesa é a lembrança na distância de marcas que a vida nos deixou. No dia, 16, anteontem, pela manhã, passando o dedo no zap, dei com uma nota que me deu um choque! Como um raio caiu-me um texto falando das cinzas da companheira Marta Klagsbrunn. Não! Pensei. Não pode ser verdade! Mas, infelizmente, era! Não posso falar do casal de companheiros Victor Hugo Klagsbrunn e Marta sem falar da prisão da Ilha das Flores, onde os conheci...

Continuar lendoA ILHA DAS FLORES SAUDADE!