PT 30 anos: CRESCIMENTO E MUDANÇAS NA PREFERÊNCIA PARTIDÁRIA. IMPACTO NAS ELEIÇÕES DE 2010

O artigo descreve a trajetória da preferência partidária pelo PT de 1987 a 2010, focando as mudanças na composição sociodemográfica da sua base de apoio junto à opinião pública. Observa que mais que triplicar nesse período experimentou alterações relevantes no seu perfil sociodemográfico – deixou de ser desproporcionalmente jovem, reverteu o desequilíbrio regional que caracterizou sua origem e se popularizou. Relaciona esse processo a um ganho progressivo de legitimidade, diante do desgaste dos demais partidos, que em 2002 contribuiria para a vitória de Lula – processo que teria se acentuado em 2006, por força da lógica do voto retrospectivo. Conclui que a identificação com a sigla constitui um diferencial positivo importante para as candidaturas petistas nas eleições de 2010, inclusive para Dilma Rousseff, na disputa presidencial.

Continuar lendoPT 30 anos: CRESCIMENTO E MUDANÇAS NA PREFERÊNCIA PARTIDÁRIA. IMPACTO NAS ELEIÇÕES DE 2010