Ódio a Jango, generais de exército “proativos”, cadê Mourão?

Parte 2 Há personagens ausentes da Conversa com o Comandante. Um deles é Rodrigo Sobral Rollemberg, que exerceu o cargo de governador do Distrito Federal no mesmo período em que Villas Bôas, nomeado pela presidenta Dilma Rousseff (PT), comandou o Exército (2015 a 2018).

Continuar lendoÓdio a Jango, generais de exército “proativos”, cadê Mourão?

Golpismo quatro-estrelas

Parte1 No seu livro, recém publicado pela Fundação Getúlio Vargas, o general Villas Bôas deixa entrever como o Exército, que ele comandou de 2015 a 2018, vem atuando de modo a interferir nos rumos políticos do país, por exemplo quando agiu ilegalmente contra o Supremo Tribunal Federal — buscando bloquear a candidatura de Lula à Presidência da República e apoiar a de Bolsonaro...

Continuar lendoGolpismo quatro-estrelas